Falsete

Mesmo quem nunca cantou ou não tem pretensão alguma de cantar, já ouviu falar sobre o falsete. Esta técnica é utilizada por muitos cantores e na grande maioria das vezes de maneira errada ou muitas vezes no momento inapropriado. Apesar disto é uma ferramenta sem igual quem canta.

Muitos vêem o falsete apenas como um recurso para alcançar notas altas, porém ele vai muito além disso podendo ser usado como ornamentação de diversas formas, basta que você use sua criatividade.
Vamos conhecer um pouco da história e o que é falsete.

Afinal o que é o Falsete?

De origem barroca o falsete é uma técnica vocal normalmente utilizada pelo sexo masculino durante o canto.
Com o intuito de produzir notas mais agudas do que as de habitual, o falsete é aplicado para alongar a extensão vocal.

Esta característica é praticada na voz masculina. Este é o modo não natural da pessoa conseguir produzir sons mais agudos do que de costume, ou seja, de forma técnica o falsete é a vibração das cordas vocais em frequências mais altas.

Por definição falsete é derivada da palavra falso, ou seja, falsete é uma voz falsa.

Durante o falsete, a voz é gerada numa região diferente da voz normal, sem um trabalho preciso pode ser difícil ter um controle total do som emitido. Desta forma é preciso que o cantor faça um treinamento especial principalmente para que o falsete não prejudique as suas pregas vocais.

Com o uso bem empregado do falsete, durante uma apresentação é possível trazer uma beleza adicional ao canto resultando em efeitos diferenciados e muitas vezes inesperados.

Não podemos confundir o falsete com a voz  de cabeça, uma forma de diferenciar sonoramente um do outro é através de um som carregado de ar que é característico do falsete.

Veja abaixo um vídeo dos Bee Gees onde você vai poder ver o uso do falsete.

Comente: